Pages

terça-feira, 6 de abril de 2010

O Prisioneiro da Árvore

Último livro da Saga As Brumas de Avalon, O Prisioneiro da Árvore, fecha a trama de maneira surpreendente. Alguns desfechos muito bem vindos e coerentes com a história, outros aquém da expectativa lançada pelo livro. Mas quase sempre nos decepcionamos com algo no fim, e agradar em todos os pontos a todo mundo fica, quem sabe, pro próximo milênio.  O.o


Marion Zimmer Bradley escolheu um ponto de vista mais original e perspicaz para narrar esta história. Tomando o do ponto de vista feminino, principalmente de Morgana, irmã de Artur, sua amante e sacerdotisa de Avalon, a ilha sagrada onde se refugiam os remanescentes da antiga religião bretã. O foco da trama é justamente a luta pela preservação da velha seita, carregada de mistérios, onde a deusa impõe ao mundo uma sociedade de domínio feminino, contra a implantação do cristianismo.

O livro tem trechos cansativos, me parecendo quase que outra pessoa o escreveu, mas, verdade seja dita, algumas partes têm grande valor exatamente em função desses detalhamentos. Isto não tira a grandiosidade da literatura, menos ainda da história que agrada facilmente.

“... todas as forças de seu corpo lhe escapando como água, viu os olhos virados de Accolon fitando o céu”.

A morte de Accolon, embora esperado, foi um momento decisivo na trama. Com ele, Morgana havia voltado e ser feliz, e com ele morre novamente para o “mundo”.

Marion descreveu com muito cuidado a morte de Nimue, mas a grande luta entre Arthur e Mordred ela só colocou como flashes da visão de Morgana. Achei que ela pecou e perdeu muito da ação neste ponto. O que mais pude notar em toda história que cada persongem possui um segredo, e que esse segredo acaba por tornar sua vida um inferno.

O Prisioneiro da Árvore... Apesar de ter esperado um pouco mais deste livro, é triste e deprimente como deveria ser e fecha muito bem a estória, mesmo com minhas ressalvas.

3 comentários:

ALINE disse...

Finalizei ontem a leitura de O Prisioneiro da Árvore e gostei muito da sua resenha! Concordo plenamente com a parte da luta entre Artur e Mordred, também senti falta de detalhes, já que o confronto era esperado ansiosamente.
Não achei o livro cansativo, mas sim alguns trechos do início achei um pouco confusos, necessitando uma melhor descrição.
Mas, concluindo, amei a obra!

Bjos!

Aline - escrevendoloucamente.blogspot.com

ALINE disse...

Valeu por me linkar! =P

ALINE disse...

Estou fazendo a primeira promoção lá no blog! =)

Draculea - O Livro Secreto dos Vampiros
http://escrevendoloucamente.blogspot.com/2010/04/promocao-draculea-o-livro-secreto-dos.html

Entra lá! Bjos!

Aline

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...